SERRINHA (RN): PREFEITO DEDA TERTO SE REÚNE COM SUPERINTENDENTE DA FUNASA EM BUSCA DE MELHORIAS PARA POPULAÇÃO

Imagem
O prefeito Deda Terto do município de Serrinha, no Agreste potiguar, esteve na sede da  Fundação Nacional de Saúde do Rio Grande do Norte (FUNASA/RN), para uma reunião com o Superintendente do órgão, Sr. Pablo Tatim. Na ocasião, o gestor serrinhense levou vários assuntos pertinentes para melhorias da população e viabilização de projetos para conseguir recursos para o desenvolvimento do município. Na conversa, o prefeito Deda enfatizou a necessidade da FUNASA poder realizar e liberar para Serrinha, a Perfuração e Instalação de poços, como também o saneamento básico e casas populares, objetivando uma melhor qualidade de vida aos serrinhenses. 

ESTADO ACUMULA "DÍVIDA" DE R$ 64 MILHÕES COM FORNECEDORES

 


Segundo dados obtidos pelo jornal Tribuna do Norte, via Lei de Acesso à Informação (LAI), o estado tem R$ 64.001.361,25 milhões em restos a pagar para fornecedores e prestadores de serviços a diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado. Esses valores estão atualizados até junho de 2022.

Aldemir Freire, secretário de Planejamento e Finanças do Rio Grande do Norte, explica que os restos a pagar que ainda não foram processados não apresentam problema para o Rio Grande do Norte, pois como o bem ou serviço não foi entregue, segue em uma reserva de orçamento. O secretário também informa que os valores são “absolutamente gerenciáveis”, e que o Estado não vive em crise com as empresas.

Do total, R$ 55,876 milhões são de restos a pagar “processados” de serviços que já foram realizados ou entregues, e R$ 6,364 milhões não processados, quando o recurso já está garantido para o serviço, mas ainda não foi feito ou entregue.

Os maiores gastos que restam serem pagos pelo Governo do Estado, segundo a Seplan, são nas áreas de energia, saúde, alimentação de apenados, restaurantes populares, combustíveis, serviços terceirizados na saúde e educação, locação de veículos, entre outras. O Rio Grande do Norte já pagou R$ 210 milhões em restos a pagar em 2022.

Algumas empresas estão cobrando os valores dos serviços prestados por ações judiciais contra o Poder Executivo diante da demora no processamento de pagamentos. Com lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o Estado pode criar bases para instituir leilões de pagamento de restos a pagar e obrigações inadimplidas pelo critério do maior desconto. Os processos ainda seguem em andamento.

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: POLICIAL PENAL É ASSASSINADO EM UM BAR NA CIDADE DE NOVA CRUZ

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"MÉDICO DO POVO" , DR ESTÁCIO, É O NOME DO PSDB NO AGRESTE PARA DISPUTA DE UMA VAGA DE DEPUTADO FEDERAL

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA