11 CIDADES DO RN SUSPENDEM VACINAÇÃO CONTRA A COVID DE CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS POR FALTA DE CORONAVAC

Imagem
  Pelo menos 11 cidades do Rio Grande do Norte suspenderam a vacinação contra a Covid de crianças de 3 a 5 anos por falta de Coronavac. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). De acordo com a Sesap, não há previsão de chegada de mais doses da vacina. No dia 13 de julho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação da vacina em crianças de 3 a 5 anos. Antes disso, as crianças de 5 anos só podiam receber a vacina da Pfizer; as de 3 e 4 não podiam ser imunizadas. No RN, os municípios que suspenderam a vacinação são: Vera Cruz Montanhas Serra de São Bento Tibau do Sul Lajes Pintadas Lagoa de Velhos Senador Elói de Souza Jaçanã Japi Parnamirim No Rio Grande do Norte a vacinação de crianças de 3 a 5 anos começou no dia 18 de julho por Natal, Mossoró e Parnamirim. À época, a Sesap informou que o RN não tinha doses suficientes de CoronaVac para vacinação de crianças entre 3 e 5 anos de idades. G1 RN

OPERAÇÃO DA PF CPMBATE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA QUE TINHA LABORATÓRIO CLANDESTINO DE DROGAS NO RN

 

DIVULGAÇÃO

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (26), com o apoio de policiais da Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado de Mossoró, a Operação Hemera, para desarticular organização criminosa responsável pelo refino, adulteração e preparação de drogas em laboratório clandestino desativado em setembro de 2021 na cidade de Mossoró/RN.

Estão sendo cumpridos 17 mandados judiciais, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Mossoró, destinados a efetivar buscas e apreensões, intimação de medidas cautelares e prisões. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Curitiba/PR, Apucarana/PR, Macaíba/RN, Riacho da Cruz/RN, Portalegre/RN, Mossoró/RN, Umarizal/RN e Currais Novos/RN.

A investigação teve início em setembro de 2021, quando policiais descobriram o funcionamento de laboratório clandestino em uma residência no bairro Costa e Silva em Mossoró/RN. Após avançar na coleta e análise de dados, o proprietário do mencionado laboratório foi preso em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, em outubro do mesmo ano.

Na ocasião foi dado cumprimento, também, a mandado de prisão preventiva expedido pela 3ª Vara da Comarca de Pau dos Ferros pelo crime de estupro em desfavor do investigado. Há indícios de que o investigado tenha vinculação com facção criminosa de origem paulista.

De posse de novos dados, foi identificada a participação de alguns indivíduos no esquema criminoso, entre eles um fornecedor de produtos químicos no Estado do Paraná, um fornecedor, em Parnamirim/RN, da droga que seria adulterada em laboratório, um homem do interior do Rio Grande do Norte responsável por desviar medicamentos da área da saúde e um homem que realizava locações sucessivas para instalação do laboratório itinerante em Mossoró.

Os presos estão sendo conduzidos para as unidades da Polícia Federal da respectiva circunscrição para formalização dos procedimentos de polícia judiciária e, na sequência, serão encaminhados ao Sistema Penal. O nome da Operação faz alusão à mitologia grega, que atribui à Deusa Hemera o predicado da persuasão e da mentira, traço observado na investigação com a manipulação dos produtos químicos.


Notícias mais lidas na semana.

R$ 25 BILHÕES DO PIS/PASEP ESTÃO PARADOS NO BANCO; SAIBA QUEM PODE SACAR

PRESIDENTE DO BANCO CENTRAL DIZ QUE CARTÃO DE CRÉDITO DEIXARÁ DE EXISTIR

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/SÃO GONÇALO/PREFEITO: PAULINHO TEM 59,6% DAS INTENÇÕES DE VOTOS CONTRA 26,4% DE POTI NETO