Pular para o conteúdo principal

RODRIGO PACHECO É REELEITO PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL

Imagem
  O senador   Rodrigo Pacheco   (PSD-MG) foi reeleito presidente do   Senado   e comandará a Casa pelos próximos dois anos, após votação ocorrida nesta quarta-feira (1º), que terminou 49 a 32. Pacheco, que contou com o apoio do PT, venceu a disputa contra  Rogério Marinho  (PL-RN), que contava com o apoio da bancada ligada ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A votação ocorreu após a posse dos novos 27 senadores. Em discurso antes da votação, o presidente reeleito se posicionou novamente a favor da independência entre os Três Poderes. Quanto a protestos de parlamentes ligados a Bolsonaro, Pacheco afirmou que não fez nenhum ato para classificá-lo como adversário do governo na última gestão.

PREÇO DA GASOLINA CAI R$ 1,30 NO RN APÓS REDUÇÃO NO ICMS

 


A gasolina no Rio Grande do Norte pode até não estar "barata", mas é fato que o combustível teve uma das maiores baixas do País após a redução do ICMS. Pelo menos, de acordo com os números divulgados pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), divulgados nesta segunda-feira (18).

O levantamento mostra que a gasolina baixou R$ 1,30 no RN, uma das maiores reduções do Nordeste, mas dois centavos abaixo da média nacional, que foi de R$ 1,32. Veja a lista de reduções abaixo:

Redução da gasolina nos estados:

• Acre - R$ 1,34
• Alagoas - R$ 1,28
• Amapá - R$ 1,27
• Amazonas - R$ 0,86
• Bahia - R$ 1,60
• Ceará - R$ 1,32
• Distrito Federal - R$ 1,73
• Espírito Santo - R$ 1,47
• Goiás - R$ 1,65
• Maranhão - R$ 0,76
• Mato Grosso  - R$ 1,08
• Mato Grosso do Sul - R$ 1,53
• Minas Gerais - R$ 1,72
• Pará - R$ 1,36
• Paraíba - R$ 1,24
• Paraná - R$ 1,55
• Pernambuco - R$ 0,89
• Piauí  - R$ 1,05
• Rio de Janeiro - R$ 1,74
• Rio Grande do Norte - R$ 1,30
• Rio Grande do Sul - R$ 1,10
• Rondônia - R$ 1,46
• Roraima - R$ 0,90
• Santa Catarina - R$ 1,33
• São Paulo - R$ 1,08
• Sergipe - R$ 1,23
• Tocantins - R$ 1,26

No Brasil, o preço médio da gasolina comum caiu R$ 1,32 em um mês nos postos do país, entre 19 a 25 de junho, o valor médio do litro do combustível era de R$ 7,39, e passou para R$ 6,07, na última semana, entre os dias 10 e 16 de julho.

A queda de 17,9% é efeito da redução de tributos do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos estados. Antes da lei aprovada pelo Congresso, cada ente federativo tinha autonomia para determinar a taxa sobre o combustível.

Nos últimos dois anos, o preço médio da gasolina nos postos de combustíveis chegou a variar 45%. O aumento foi resultado da política de paridade internacional da Petrobras e dos impactos que a pandemia e a guerra da Ucrânia trouxeram ao mercado de commodities.

Com informações do Portal da 96 FM


Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

NOITE DE TERROR: BANDIDOS FAZEM SEQUESTRO E ATIRAM CONTRA VIATURA DA PM NO RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%