11 CIDADES DO RN SUSPENDEM VACINAÇÃO CONTRA A COVID DE CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS POR FALTA DE CORONAVAC

Imagem
  Pelo menos 11 cidades do Rio Grande do Norte suspenderam a vacinação contra a Covid de crianças de 3 a 5 anos por falta de Coronavac. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). De acordo com a Sesap, não há previsão de chegada de mais doses da vacina. No dia 13 de julho, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação da vacina em crianças de 3 a 5 anos. Antes disso, as crianças de 5 anos só podiam receber a vacina da Pfizer; as de 3 e 4 não podiam ser imunizadas. No RN, os municípios que suspenderam a vacinação são: Vera Cruz Montanhas Serra de São Bento Tibau do Sul Lajes Pintadas Lagoa de Velhos Senador Elói de Souza Jaçanã Japi Parnamirim No Rio Grande do Norte a vacinação de crianças de 3 a 5 anos começou no dia 18 de julho por Natal, Mossoró e Parnamirim. À época, a Sesap informou que o RN não tinha doses suficientes de CoronaVac para vacinação de crianças entre 3 e 5 anos de idades. G1 RN

PREÇO DO LITRO DE LEITE JÁ CHEGA A QUASE R$ 10

 


Um dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros, o leite está começando a pesar no bolso do consumidor. Isto porque já é possível encontrar a embalagem longa vida de 1 litro por mais de R$ 7. Em alguns estabelecimentos em áreas mais caras, esse valor pode chegar a quase R$ 10 para marcas especiais. De acordo com o último levantamento do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o leite longa vida acumula alta de 29,28% nos últimos 12 meses —e de 28,03% somente em 2022.

O produto é um dos principais itens que puxam o aumento da inflação dentro do grupo de alimentos e bebidas, e deve continuar a pressão inflacionária, já que estamos em entressafra da produção. “Os preços do leite estão em alta devido à oferta limitada. Com o inverno e o clima mais seco, a qualidade das pastagens cai e, por isso, a alimentação do rebanho é afetada, levando à queda na produção”. diz Natália Grigol, pesquisadora da área de leite do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Universidade de São Paulo (Cepea – Esalq/USP).

De acordo com a especialista, os efeitos climáticos do La Niña também contribuíram para a subida do preço do leite no campo e, consequentemente, no mercado. Segundo ela, a seca (causada pelo La Niña) no final do ano passado e início deste ano reduziu a qualidade do pasto para a alimentação dos animais, afetando o desempenho da atividade.

Com informações UOL.

Notícias mais lidas na semana.

R$ 25 BILHÕES DO PIS/PASEP ESTÃO PARADOS NO BANCO; SAIBA QUEM PODE SACAR

PRESIDENTE DO BANCO CENTRAL DIZ QUE CARTÃO DE CRÉDITO DEIXARÁ DE EXISTIR

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/SÃO GONÇALO/PREFEITO: PAULINHO TEM 59,6% DAS INTENÇÕES DE VOTOS CONTRA 26,4% DE POTI NETO