RN TEM 304 OBRAS PÚBLICAS COM RECURSOS FEDERAIS PARALISADAS, DIZ TCU

Imagem
  Obra de túnel de macrodrenagem e requalificação da avenida Jerônimo Câmara paralisada (Arquivo) — Foto: Reprodução O Rio Grande do Norte tem pelo menos 304 obras públicas com recursos federais paralisadas e inacabadas. Os dados são do Painel de Obras Paralisadas do Tribunal de Contas da União (TCU), que constatou cerca de 8 mil projetos nesta mesma situação em todo o país. Com base nas fontes de dados do TCU, o Rio Grande do Norte registrou 814 obras públicas com recursos federais em 2022, dentre as quais estão as mais de 300 paralisadas, que representam 37,3%. Conduzidas por prefeituras, por órgãos do governo estadual e pelo próprio governo federal, as obras inacabadas somam investimento total de R$ 929 milhões. Cerca de R$ 346,3 milhões já foram aplicados nesses projetos. Embora a maior parte das obras paralisadas no estado esteja relacionada à Educação - são 125 nesse setor - as obras de maior valor são relacionadas a infraestrutura e saneamento básico. Não entra na conta obras qu

PESQUISA IPEC (EX-IBOPE): LULA TEM 44%; CONTRA 32% DE BOLSONARO

 


Com 44% das intenções de voto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a disputa pelo Palácio do Planalto. Ele é seguido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 32%. Os números são da primeira pesquisa eleitoral feita neste ano pelo IPEC (ex-Ibope).


Ainda segundo o Ipec, Ciro Gomes (PDT) tem 6% e Simone Tebet (MDB) tem 2%. Vera Lúcia (PSTU) tem 1%. Eymael (DC), Felipe d’Avila (NOVO), Léo Péricles (UP), Pablo Marçal (PROS), Sofia Manzano (PCB) e Soraya Thronicke (União): não pontuaram. Brancos e nulos somam 8%. Num potencial segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista lidera com 51% ante 35% do presidente. Brancos e nulos são 9% e 5% não responderam ou não sabem.

Essa é a primeira pesquisa voltada para as eleições presidenciais realizada pelo Ipec neste ano. O último levantamento havia sido feito em dezembro de 2021.

Contratada pela TV Globo, a pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 14 de agosto e entrevistou 2.000 eleitores presencialmente. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-03980/2022.. A pesquisa tem dois pontos de margem de erro para cima e para baixo.

São Paulo 

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) tem 29% das intenções de votos para o governo de São Paulo, aponta pesquisa Ipec no Estado divulgada nesta segunda-feira, 15.

O ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos) tem 12%, e o governador do Estado, Rodrigo Garcia (PSDB), aparece com 9%. Os dois estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro de três pontos porcentuais para baixo e para cima. Vinicius Poit (Novo), Elvis Cezar (PDT), Gabriel Colombo (PCB), Carol Vigliar (UP) e Altino Júnior (PSTU) tem 2%, Edson Dorta (PCO), 1%.

A pesquisa Ipec foi registrada no TSE com o número SP-04035/2022 e fez 1.200 entrevistas presencialmente entre os dias 12 e 14 de agosto, em 59 municípios paulistas. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Rio de Janeiro

Pesquisa Ipec divulgada nesta segunda-feira, 15, mostra o governador Cláudio Castro (PL) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) tecnicamente empatados na disputa para o governo do Rio de Janeiro. O atual chefe do Executivo fluminense, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), tem 21% de intenções de voto, seguido pelo pessebista, com 17%. Na sequência estão Rodrigo Neves (PDT), com 5%, e Wilson Witzel (PMB), com 4%.

O levantamento mostra ainda Eduardo Serra (PCB), Cyro Garcia (PSTU) e Juliete Pantoja (UP) com 3%. Paulo Ganime (Novo) e Milton Temer (PSOL) com 1%. Luiz Eugênio Honorato (PCO) não pontuou.

Essa foi a primeira pesquisa após as convenções partidárias e antes do início oficial da campanha eleitoral. A margem de erro da pesquisa é de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Segundo o Ipec, 26% dos eleitores declararam que pretendem votar nulo e outros 15% não sabem ainda em quem votar.

Na pesquisa espontânea, em que o entrevistado expressa sua preferência sem que seja apresentada uma lista de opções, Castro tem 11% das intenções de voto, Freixo, 5%, e Neves, 1%.

A pesquisa ouviu 1.200 pessoas entre os dias 12 a 14 de agosto em 37 cidades fluminenses. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro sob o protocolo Nº RJ-08527/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-03082/2022.

Pernambuco

A primeira pesquisa eleitoral do Ipec mostra a deputada federal Marília Arraes (SD) liderando a corrida eleitoral para o Governo de Pernambuco, com 33% de intenção de voto. Em seguida, levando-se em conta a margem de erro de três pontos porcentuais, há empate técnico entre três nomes: Raquel Lyra (PSDB), que tem 11%, seguida de perto por Anderson Ferreira (PL), com 10%, e Miguel Coelho (UB), com 9%. Danilo Cabral (PSB), candidato governista, pontua 6%.

Cabral lidera o ranking de rejeição com 22% do eleitorado afirmando não votar de maneira alguma no candidato indicado pelo atual governador, Paulo Câmara (PSOL). Marília Arraes tem 19% de rejeição, Anderson Ferreira e Miguel Coelho marcam 18% cada e João Arnaldo (PSOL) tem 16%. Enquanto isso, Raquel Lyra marca 14% de rejeição.

Na disputa pelo Senado, o cenário está mais aberto, com empate técnico pela única vaga à Câmara Alta. O deputado federal André de Paula (PSD) lidera com 14% de intenção de voto, seguido pela deputada estadual Teresa Leitão (PT), com 12% e o ex-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho (PSDB), que tem 9%. Em seguida estão o ex-ministro Gilson Machado Neto (PL), com 7%, e Carlos Andrade Lima (UB), com 3%.

A pesquisa Ipec em Pernambuco ouviu 1.200 eleitores, presencialmente, entre os dias 12 e 14 de agosto. A margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos. 

Minas Gerais 

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), candidato à reeleição, tem 40% das intenções de voto do eleitorado mineiro, ante 22% de intenções de voto de seu principal adversário, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD).

Os números foram divulgados nesta segunda-feira, 15, pelo Ipec, instituto de pesquisas que deu lugar ao antigo Ibope, na primeira rodada de levantamentos para quantificar as intenções de voto para governador e senador em Minas Gerais. O levantamento foi encomendado pela Rede Globo, e as entrevistas com 1.200 pessoas foram realizadas entre 12 e 14 de agosto A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05666/2022. Na sequência, o senador Carlos Viana (PL) tem 5% das intenções de voto na disputa, seguido do ex-deputado Marcus Pestana (PSDB) com 2%. 

Notícias mais lidas na semana.

DIRETOR-GERAL DA CÂMARA DE SANTO ANTÔNIO É O ÚNICO SERVIDOR DO RN A RECEBER A MEDALHA TOP LEGISLATIVO 2022

WILSINHO (PTB) É ELEITO PREFEITO DE CANGUARETAMA COM 54,74% DOS VOTOS VÁLIDOS

VÍDEO: PREFEITURA DE LAGOA DE PEDRAS/RN DIVULGA ATRAÇÕES DO RÉVEILLON 2023; CONFIRA

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%