PEC DESTINA RECURSOS DAS EMENDAS DE RELATOR PARA PISO DA ENFERMAGEM

Imagem
  A garantia de recursos para o pagamento do piso nacional da enfermagem é o objetivo de uma proposta de emenda à Constituição recém-apresentada no Senado. A PEC 22/2022, assinada pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN) e subscrita por outros 27 senadores, destina recursos das emendas de relator do Orçamento para apoiar os entes públicos e hospitais filantrópicos no pagamento do piso. A estimativa é de que R$ 10 bilhões sejam usados para essa finalidade. A PEC é uma das proposições que o Senado pode analisar para viabilizar o custeio do piso, que é de R$ 4.750 para enfermeiros, R$ 3.325 para técnicos de enfermagem e R$ 2.375 para auxiliares de enfermagem e parteiras. Esses valores estão previstos na Lei 14.434, sancionada em agosto. A aplicação da lei, no entanto, está suspensa pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por 60 dias, até que os entes públicos e instituições privadas da área da saúde esclareçam o impacto financeiro. A proposta do senador Jean Paul prevê que a Lei Orçamentári

WORKSHOP APONTA CAMINHOS PARA RETORNO DO TURISTA INTERNACIONAL AO RN

 

Angela Baltazar, da Embratur, em Workshop Inteligência de Mercado, promovido pelo Sebrae/RN



No hotel onde Clécio Costa trabalha, em Ponta Negra, as reservas para hóspedes que vinham de outros países caiu em cerca de 70% com a pandemia: “Depois da pandemia a gente teve uma diminuição muito grande, em mais de 70%. Da Argentina caiu a quase zero e o europeu começou a voltar e está em 15%”, disse ele. Para reverter esse quadro, é necessário ter um produto estruturado, com infraestrutura turística de qualidade, rotas temáticas integradas e um planejamento estratégico, contando com capacitação nacional e internacional dos players.

Essas foram algumas orientações repassadas pela técnica da Gerência de Promoção Internacional de Turismo Cultural da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo), Angela Baltazar, que ministrou nesta terça-feira (6) o Workshop Inteligência de Mercado, promovido pelo Sebrae/RN em parceria com a Embratur e apoio da Secretaria Estadual de Turismo (Setur) e da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur).

“Para atrair o mercado internacional, tem que cuidar, sim, da infraestrutura turística porque não adianta ter uma baita campanha publicitária de marketing para o turista chegar aqui e o lugar estar depredado ou não ter hotel ou restaurante bom”, disse ela, apresentando os números do Ministério do Turismo que apontam para uma aprovação da estrutura de hospedagem, bares e restaurantes do RN.

Segundo mostrou, o turista busca conhecer o destino por fotos, jornal, souvenirs, histórias de amigos, redes sociais e cria sentimentos e emoções. Por isso a necessidade de não decepcioná-lo quando esse chegar ao destino. “Acredito que, com certeza, investindo em promoção internacional, investindo em presença digital, investindo em participação nos principais eventos internacionais, para se promover, se consegue se vender mais lá fora”, disse.

Angela mostrou que em 2019 chegavam ao Brasil 6,3 milhões de turistas e que caiu para 4,2 milhões neste ano. Eles continuam sendo da Argentina, em maior número, Estados Unidos e países que fazem fronteira com o Brasil. A expectativa é que o faturamento total no setor no País se equipare a 2019 (R$ 201,2 bilhões), ou seja, se recupere.

Até 2020, o Rio Grande do Norte era a 13ª porta de entrada dos visitantes internacionais. Os dados apresentados mostram que são os turistas latino-americanos os que mais procuram o turismo de sol e mar, mas também há grande parcela de portugueses, holandeses, americanos e canadenses no ranking dos dez mercados emissores.

“Então, primeiramente, eu acho que sempre tem que estar revitalizando a infraestrutura turística do que é ofertado para o turista. Acredito que tem que melhorar a malha aérea, principalmente internacional, porque a logística é o modo como se chega aqui”, analisa Angela Baltazar.

No workshop, Clécio, personagem que abre essa matéria, e outros representantes do trade turístico corroboraram com ela. “Temos poucos voos e muito caros. Isso já deixa outros destinos mais em conta na frente. Então, se o aéreo baixar um pouquinho, eu acho que atrairia mais gente”, avalia o gerente comercial de hotel.

É a mesma visão que o gerente comercial e marketing de receptivo, Wendell Lopes, diz ter, porém, ele aponta que a infraestrutura da cidade também precisa estar preparada para receber os visitantes. “As vias estão precisando de melhorias, a sinalização da nossa orla deixa muita desejar. Sentimos uma necessidade muito grande de placas de sinalização turística. Um workshop como esse ajuda muito porque faz com que a gente absorva informações para correr atrás do turista certo”, ressaltou.

Contribuições vão servir para definir estratégias

De acordo com o gestor do Projeto de Turismo do Sebrae-RN, Yves Guerra, as contribuições oferecidas devem servir para os participantes, que incluía também gestores públicos, desenvolverem estratégias. 

“Não só relacionados ao turismo diretamente, como à linguagem, sinalização, questão de infraestrutura de acesso, de educação, estrutura de saúde mesmo, porque o turista acaba utilizando desses serviços que a população local também utiliza e quando o destino é bom para a população local, é bom também para o turista”, explicou.

Ele ressalta que o turismo está concentrado no litoral, mas também despontando para o interior com novos destinos, como o Geoparque Seridó; as serras, como em Serra de São Bento, Monte das Gameleiras, Martins, Portalegre, que  têm um clima diferenciado;  o turismo religioso na região Trairi; Mossoró com o polo Costa Branca.

“O Sebrae já vem há alguns anos fomentando e estimulando esse turismo no interior e precisa dos outros entes, como a secretaria de Turismo do Estado, que faz o trabalho de promoção, de capacitação e fortalecimento das governanças, que é o entrosamento com o setor privado. As prefeituras municipais, estruturando desde o básico, com os acessos, sinalização”, pontua o gestor do Sebrae.

Notícias mais lidas na semana.

EM PASSAGEM, PASSEATA E COMÍCIO MOSTRA FORÇA E LIDERANÇA DO PREFEITO JUNINHO EM APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

CARLOS EDUARDO AMPLIA DISTÂNCIA SOBRE ROGÉRIO NA RETA FINAL, APONTA PESQUISA SETA/BAND

SETA/BAND: FÁTIMA SOBE E ABRE 30 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE STYVENSON A 6 DIAS DA ELEIÇÃO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA