RN TEM 304 OBRAS PÚBLICAS COM RECURSOS FEDERAIS PARALISADAS, DIZ TCU

Imagem
  Obra de túnel de macrodrenagem e requalificação da avenida Jerônimo Câmara paralisada (Arquivo) — Foto: Reprodução O Rio Grande do Norte tem pelo menos 304 obras públicas com recursos federais paralisadas e inacabadas. Os dados são do Painel de Obras Paralisadas do Tribunal de Contas da União (TCU), que constatou cerca de 8 mil projetos nesta mesma situação em todo o país. Com base nas fontes de dados do TCU, o Rio Grande do Norte registrou 814 obras públicas com recursos federais em 2022, dentre as quais estão as mais de 300 paralisadas, que representam 37,3%. Conduzidas por prefeituras, por órgãos do governo estadual e pelo próprio governo federal, as obras inacabadas somam investimento total de R$ 929 milhões. Cerca de R$ 346,3 milhões já foram aplicados nesses projetos. Embora a maior parte das obras paralisadas no estado esteja relacionada à Educação - são 125 nesse setor - as obras de maior valor são relacionadas a infraestrutura e saneamento básico. Não entra na conta obras qu

3R PETROLEUM GARANTE US$ 500 MILHÕES PARA OPERAR POLO POTIGUAR EM 2023

 


Com a garantia de 500 milhões de dólares, a 3R Petroleum Óleo e Gás S.A. se prepara para concluir a aquisição do Polo Potiguar, ativo de upstream (campos produtores de óleo e gás) e mid & downstream (terminal de uso privado, refinaria e parque de tancagem), localizado na Bacia Potiguar. A transferência da operação da Petrobras para 3R deve ocorrer no primeiro trimestre de 2023, quando a empresa deve começar a operar plenamente.

Na última semana, a companhia anunciou ao mercado a celebração do termo de compromisso para estruturação e emissão de debêntures junto ao Banco BTG Pactual S.A. (“BTG Pactual”). Segundo a 3R, não há previsão de intervenção no curto prazo. Os recursos obtidos com a emissão serão utilizados na conclusão da aquisição do Polo Potiguar, ativo de upstream (campos produtores de óleo e gás) e mid & downstream (terminal de uso privado, refinaria e parque de tancagem), localizado na Bacia Potiguar, atualmente detido e operado pela Petrobras.

As debêntures terão vencimento de 60 meses, incluindo flexibilidade de pré-pagamento a partir do 24º mês. Esses recursos vão se somar aos US$ 500 milhões  do financiamento já contratado junto a instituições financeiras lideradas pelo Morgan Stanley Senior Funding Inc. (“Morgan Stanley”), conforme divulgado por meio de Fato Relevante publicado em agosto passado. 

A 3R adquiriu o Polo Potiguar da Petrobras por 1,385 bilhão de dólares. O anúncio foi divulgado pela estatal no final de janeiro passado. No comunicado, a Petrobras disse que US$ 110 milhões foram pagos naquela ocasião, enquanto US$ 1,04 bilhão ficariam para o fechamento da operação e US$ 234 milhões seriam divididos em quatro parcelas anuais a partir de 2024.

O Polo Potiguar compreende três subpolos (Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana), totalizando 22 campos (sendo três concessões marítimas e 19 concessões terrestres localizadas no Rio Grande do Norte), além de incluir acesso à infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

 Essas concessões registraram, nos últimos 12 meses, uma produção média de 18,0 mil barris de óleo/dia. No ano passado, a produção média diária foi de 20,6 mil barris de óleo por dia e 58,1 mil de metros cúbicos por dia. 

Segundo dados da certificação de reserva, elaborada pela consultoria independente DeGolyer and MacNaughton, com data-base de 31 de dezembro de 2021, o Polo Potiguar conta com 229,3 milhões de barris óleo equivalente de reservas provadas mais prováveis (2P), dos quais 169,7 milhões de barris (ou 74%) são reservas provadas (1P). Do total de reservas 2P, 98% representam reservas de óleo.

Em termos remuneratórios, as Debêntures celebrados na semana passada serão atualizadas monetariamente pelo fator de variação da cotação de fechamento da taxa de venda do dólar dos Estados Unidos da América, e, a partir do desembolso, juros correspondente à taxa de referência SOFR acrescido de 7,5% ao ano. As demais condições das Debêntures estão descritas no Termo de Compromisso.

“Adicionalmente, cumpre destacar que: (i) a emissão das Debêntures está sujeita ao atendimento de condições precedentes previstas no Termo de Compromisso e serão objeto de distribuição privada, sendo o seu volume total em reais, equivalente a US$ 500 milhões, (ii) até a emissão das Debêntures, a Companhia e/ou a 3R Potiguar pagarão uma taxa (ticking fee) inferior aos juros remuneratórios da referida emissão, e (iii) as garantias da emissão das Debêntures referem-se ao compartilhamento do pacote oferecido no âmbito do financiamento contratado junto ao Morgan Stanley”, informou a 3R Petroleum.

Em julho passado,  durante a abertura do Mossoró Expo Oil&Gas (MOGE), a 3R assinou um protocolo de intenções na área de petróleo e gás com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec/RN) para fortalecer ações para estruturação de oportunidades de negócios e infraestrutura necessárias à expansão da produção de petróleo e fornecimento de gás natural no estado.

A iniciativa ajuda o RN a se inserir no contexto do marco regulatório do gás natural e veicular que proporciona ao estado ter o preço mais competitivo do Brasil. A partir do movimento de desinvestimento da Petrobras nos campos maduros no Estado, pequenas e médias empresas têm assumido os campos de produção e aumentado a produção de gás natural de alguns deles em cerca de 35%. Atualmente a produção de petróleo no Rio Grande do Norte em ambiente terrestre é de cerca de 30 mil barris por dia, correspondendo a quase 40% de toda a produção onshore no Brasil.

Produção de óleo e gás cai em setembro
Além do polo potiguar que a 3R vai começar a operar em 2023, a petrolífera já é dona dos Polos Macau e Areia Branca no RN; Fazenda Belém, Rio Ventura, Recôncavo e Peroá e detém participação de 35% no Polo Pescada, este último operado pela Petrobras. A produção média diária consolidada dos sete Polos acima somou 17.674 barris de óleo equivalente (boe) em setembro de 2022. Desse total, a parcela referente à 3R atingiu uma média diária de 16.450 boe.

Os números apontam para redução nos volumes produzidos pela companhia no mês. O Polo Macau, com 5.128 barris de petróleo por dia (bbl/dia) vem se recuperando de uma queda desde o mês de maio, quando produziu 4.886 bbl/d. No mês de março tinha chegado a 6.460 bbl/dia. A produção de gás também caiu. Depois de ultrapassar os 1 mil barris de óleo equivalente por dia (Boe/d) no começo do ano, ficou com 798 boe/d em setembro.

“O Polo Macau teve sua produção de maio, junho e julho impactadas por uma queda no fornecimento de energia no início de maio em Alto Rodrigues, sub cluster do Polo Potiguar. Esse evento externo impactou o processo de medição e rateio da produção do qual o Polo Macau faz parte e afetou o resultado da produção”, informou a companhia com base no relatório de produção de julho de 22.

A 3R assumiu a operação do Polo Fazenda Belém no dia 6 de agosto e a produção média diária para o mês de agosto foi calculada considerando 26 dias de operação partindo de 697 bbl/d para 653. No Polo Areia Branca, a produção se manteve estável na faixa dos 475 barris de óleo por dia.  Já o Polo Pescada está em transição operacional junto à Petrobras. A petrolífera não respondeu sobre os planos para elevar a produção a patamares anteriores.

Números
22 é o número de campos de petróleo do Polo Potiguar, sendo três concessões marítimas e 19 concessões terrestres.
1,385 bilhão de dólares foi o valor da transação entre a 3R e a Petrobras para a aquisição do Polo Potiguar.

Notícias mais lidas na semana.

DIRETOR-GERAL DA CÂMARA DE SANTO ANTÔNIO É O ÚNICO SERVIDOR DO RN A RECEBER A MEDALHA TOP LEGISLATIVO 2022

WILSINHO (PTB) É ELEITO PREFEITO DE CANGUARETAMA COM 54,74% DOS VOTOS VÁLIDOS

VÍDEO: PREFEITURA DE LAGOA DE PEDRAS/RN DIVULGA ATRAÇÕES DO RÉVEILLON 2023; CONFIRA

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%