TRABALHADOR TEM ATÉ DIA 15 PARA PEDIR SAQUE EXTRAORDINÁRIO DO FGTS

Imagem
  O prazo para solicitar o saque extraordinário do   FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)   termina no dia 15 de dezembro. Depois dessa data, o dinheiro retorna para as contas do fundo. O calendário de pagamento, que vigorou de 8 de fevereiro a 15 de junho, permitiu a   retirada de até R$ 1.000 por trabalhador . Quem não recebeu o crédito do  saque extraordinário do FGTS de forma automática  poderá solicitá-lo, por meio do aplicativo FGTS. Todos os trabalhadores com saldo disponível no FGTS têm direito ao  saque de até R$ 1.000 . O crédito é feito de forma automática na conta do aplicativo Caixa Tem em nome do trabalhador. "A opção é válida aos trabalhadores que não receberam os valores automaticamente pelo aplicativo Caixa Tem ou que tiveram os valores creditados no aplicativo, mas não realizaram movimentações no prazo de 90 dias, fazendo com que os recursos retornassem para as contas do FGTS, conforme previsto na legislação", informa a Caixa. Para solicitar o saque

EX-MINISTROS DO STF ASSINAM MANIFESTO EM FAVOR DE LULA E ALCKMIN

 


Os ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Carlos Ayres Britto e Sepúlveda Pertence estão entre os signatários de um manifesto em favor da eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice, Geraldo Alckmin (PSB).

Além dos ex-ministros, também assinam os ex-presidentes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) César Britto e Felipe Santa Cruz, a procuradora Débora Duprat, e o ex-reitor da UnB (Universidade de Brasília) José Geraldo.

O manifesto defende o voto na chapa petista porque argumentam que a alternativa, representada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), significa o fim da democracia e dos direitos políticos. “Reflita sobre a recente tentativa de intimidação e controle do STF, com a ameaça de aumentar o número de ministros. É o ataque do autoritarismo, uma agressão à Justiça, como fez a ditadura militar brasileira”, sustentam.

“Recusamos a mentira, as ameaças, a violência. Somos pela democracia, pela justiça e pela vida. Votar em Lula, neste momento, é defender o Estado Democrático de Direito”, concluem.

O documento foi organizado pelos Juristas em Defesa da Democracia, grupo liderado pelos advogados Jorge Messias, ex-assessor da então presidente Dilma Rousseff, e Maria Dionne. Ele será lido nesta quinta-feira 20 em um hotel em Brasília e já tem, até o momento, assinatura de 6.919 advogados, professores, estudantes de Direito e funcionários da Justiça.

Notícias mais lidas na semana.

COMISSÃO DO TRE-RN DÁ PARECER PELA REPROVAÇÃO DE CONTAS DA CAMPANHA WENDEL LAGARTIXA

IGUALMENTE A TEREZINHA MAIA, TOMBA FARIA PODERÁ SER CASSADO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA