DEPUTADO BENES LEOCÁDIO É RECONDUZIDO PARA COORDENAR A BANCADA FEDERAL EM 2023

Imagem
  O deputado federal Benes Leocádio (União Brasil) foi reconduzido à coordenação da bancada federal do Rio Grande do Norte. O nome do parlamentar foi ratificado, por unanimidade, durante reunião na tarde desta quarta-feira (8), em Brasília, que contou com a presença de todos os deputados e senadores potiguares. “É uma grande honra ser reeleito para liderar a nossa bancada federal. Nos últimos anos, atuamos, para otimizar os trabalhos, aproximando as demandas de nosso Estado ao legislativo, prezando sempre pelo diálogo e unidade de nossa bancada. É mais um desafio, agora renovado, que vou cumprir com afinco, responsabilidade e compromisso com nosso RN”, disse Benes. A reunião foi o primeiro momento, nesta nova legislatura, em que toda a bancada federal potiguar esteve reunida. Estavam presentes os deputados federais Benes Leocádio (União Brasil), Fernando Mineiro (PT), General Girão (PL), Paulinho Freire (União Brasil), Natalia Bonavides (PT), João Maia (PL) Sargento Gonçalves (PL) e Ro

IBGE PRORROGA A COLETA DE CAMPO DO CENSO 2022 ATÉ O INÍCIO DE DEZEMBRO

 


O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que prorrogará a coleta em campo do Censo Demográfico até o início de dezembro. O trabalho de levantamento de informações, que teve início em 1º de agosto, estava previsto para se estender apenas até o fim de outubro.

O instituto comunicou que está enfrentando dificuldades para contratar trabalhadores em determinados locais. Em todo o país, o IBGE conta com 95.448 recenseadores em ação no momento, apenas 52,2% do total de vagas disponíveis. O estado com maior déficit de recenseadores é Mato Grosso, com 36,8% do número de vagas ocupadas.

“Praticamente metade do Censo feito nestes dois meses. Ou seja, a operação está atrasada. A gente estava esperando que fosse encerrar a operação agora na primeira semana de outubro”, contou Cimar Azeredo, diretor de Pesquisas do IBGE.

Ele acredita que instituto possa precisar de mais recursos para que o processo termine no prazo estimado.

“É bem provável que sim, que a gente precise de mais recursos”, contou Azeredo.

Segundo o diretor do órgão, a decisão de prorrogar a coleta até o início de dezembro é acompanhada do compromisso de entregar os dados da contagem da população ainda no fim de dezembro ao Tribunal de Contas da União, para subsidiar a repartição do Fundo de Participação de Estados e Municípios.

“Onde o mercado de trabalho está mais aquecido, temos mais dificuldade de contratar recenseadores”, justificou Cimar Azeredo.

O IBGE está trabalhando na preparação de uma medida provisória para permitir a contratação emergencial de recenseadores em condições extraordinárias.

“Estamos trabalhando também na melhora na remuneração desses recenseadores de forma a tornar essa remuneração mais atrativa”, disse ele, e acrescenta que também estão buscando aprimorar a comunicação sobre o levantamento censitário, de forma a convencer a população a fornecer informações para os recenseadores.

Até 2 de outubro, foram recenseadas 104.445.750 pessoas, em 36.567.808 domicílios, o equivalente a 49% da população estimada no país. No Censo Demográfico de 2010, a essa altura da coleta, já tinha sido recenseada 86,9% da população.

O gerente-técnico do Censo, Luciano Duarte, reconhece que o ritmo de coleta está “muito abaixo” do registrado no censo anterior, mas diz que o órgão está buscando melhorar a contratação e a remuneração de recenseadores nos locais onde a curva de recenseamento está muito abaixo do esperado.

Recenseados por região

Entre os já recenseados em 2022, 42% estavam no Sudeste; 27%, no Nordeste; 14,3%, no Sul; 8,9%, no Norte; e 7,8%, no Centro-Oeste. Até o momento, 48% dos recenseados eram homens e 52% eram mulheres.

“Não tem condições de ter Pnad Contínua no ano que vem se a gente não tem Censo”, apontou Azeredo. “E outras ações aí que são importantíssimas e que estão dependendo de o Censo ficar pronto.”

Os trabalhadores estão atuando em 282.838 dos 452.246 setores censitários do país, 62,54% do total. Sergipe é o estado mais adiantado em termos de setores trabalhados, com 80,78%, seguido por Rio Grande do Norte (79,69%) e Piauí (79,06%). Os estados mais atrasados são Mato Grosso (apenas 38,49% dos setores trabalhados), Roraima (45,18%) e Acre (48,79%).

Cerca de 2,27% dos domicílios visitados até o momento se recusaram a responder. Em relação ao tipo de questões, 88,2% dos domiciliados responderam ao questionário básico e 11,8%, ao ampliado.

A maior parte dos questionários (99,5%) foi respondida de forma presencial, enquanto 81.620 domicílios optaram por responder pela internet e 85.309, pelo telefone.

R7

Notícias mais lidas na semana.

JOVEM EMPRESÁRIO VEM SENDO LEMBRADO PELA POPULAÇÃO PARA UMA POSSÍVEL CANDIDATURA DE PREFEITO EM SANTO ANTÔNIO

DESASTRE DA GESTÃO MUNICIPAL EM TANGARÁ/RN CAUSA REVOLTA E POPULAÇÃO PROTESTA EM PRAÇA PÚBLICA

NATAL CAP EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO; CONFIRA

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%