GUERRA NA UCRÂNIA DÁ NOVO IMPULSO A PROTAGONISMO PETRODITADURAS

Imagem
  Com menos petróleo russo no mercado e um embargo ao produto que deve começar na segunda-feira, governos autoritários produtores de petróleo são recebidos com cordialidade por países dependentes. O governo da Venezuela fez questão de divulgar em suas redes sociais uma imagem da COP-27 em que Nicolás Maduro é recebido calorosamente pelo presidente francês, Emmanuel Macron. O gesto chamou atenção porque, em 2019, a França rechaçou Maduro e reconheceu Juan Guaidó como líder da Venezuela. Mas, agora, em meio a uma crise de energia que ameaça a Europa em razão da guerra na Ucrânia, gestos amistosos com líderes autoritários como Maduro e Mohammed Bin Salman, da Arábia Saudita, voltaram à cena, já que ambos possuem uma commodity valiosa: petróleo. Na segunda-feira, a União Europeia dá o primeiro passo para embargar o petróleo da Rússia em retaliação à invasão da Ucrânia, em 24 de fevereiro. A sanção promete afetar o mundo todo, já que Moscou é um grande exportador da commodity. Em busca de a

PARTICIPAÇÃO DE PROFISSIONAIS +40 NO MERCADO DE TRABALHO CRESCE NO RN

 

Marlene Monte, de 55 anos, confessa que já pensou em deixar o mercado de trabalho, mas ressalta que o prazer em fazer o que gosta é um incentivo para continuar:            

Apesar da crise agravada pela pandemia de covid-19, a participação dos potiguares com mais de 40 anos no mercado de trabalho tem demonstrado fôlego desde 2021 no Rio Grande do Norte, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O saldo de vagas de emprego formal (total de admissões menos o total de desligamentos) é positivo para essa parcela da população e ficou em  1.663 no acumulado de 2022 (de janeiro a agosto), segundo o Caged. No ano passado, considerando o período de janeiro a dezembro, o saldo nessa faixa etária ficou em 1.872, após um 2020 de 8.562 vagas fechadas para pessoas acima de 40 anos. O aumento da expectativa de vida é o principal fator para o maior envolvimento dessa população no mercado, afirmam especialistas.

Conforme os números do Caged,  este ano, o RN registra 32.280 admissões de pessoas acima dos 40 anos, o equivalente a 23,94% de todas as contratações formais do Estado, que ficaram em  134.795.  Embora numericamente o total de contratações de janeiro a agosto de 2022 seja menor, a média percentual de novos postos formais de trabalho nessa faixa é maior este ano do que o registrado nos dois anos anteriores: em 2021, das 192.649 admissões totais, 43.082 foram destinadas a essa parcela, significando uma média de 22,36%. Já em 2020, a quantidade de pessoas maduras que foram contratadas no RN ficou em 21,56% das formalizações. Foram 141.214 admissões gerais, das quais 30.457 eram de pessoas a partir dos 40 anos.

A maior participação da população mais velha no mercado de trabalho, contudo, ainda traz inúmeros desafios. A recolocação, por exemplo, pode se tornar um processo um pouco mais complexo, assim como as dificuldades em se adaptar às constantes mudanças tecnológicas.

O auxiliar de contabilidade Denis Bessa, de 58 anos, conhece bem essas dificuldades. Após dois anos e meio desempregado, Bessa conseguiu uma vaga na Elite Consultores, empresa do ramo contábil. Além da longa estrada percorrida para a recolocação, o auxiliar revela que se adaptar ao formato da Elite, 100% digital, foi um desafio que ele garante ter tirado de letra.

“O trabalho tem sido excelente. No início tive certas dificuldades com o digital. Eu estava acostumado com a documentação toda em papel, mas estou me aprimorando bem e as pessoas aqui estão me ajudando. Participei de algumas entrevistas antes desse emprego e deixei currículo para muitas vagas que sequer fui chamado para a seleção. Algumas empresas olham logo para a idade da pessoa quando pegam em um currículo”, afirma.

Feliz com a nova colocação, Bessa diz que nem passa pela cabeça ficar longe do mercado. “Trabalho por uma questão financeira e também porque sou muito empenhado na área. Meu intuito é trabalhar até enquanto for possível, não pretendo parar. Mesmo quando eu me aposentar, continuarei por aqui se for preciso”, assegura.

Aos 59 anos, Adelmo Marques é outro que rejeita a ideia de deixar de trabalhar. Há mais de três décadas na mesma empresa, ele é categórico ao afirmar: ainda tem muito a oferecer ao mercado. “Em primeiro lugar, eu gosto do que faço e me sinto com força para trabalhar. Não quero desperdiçar a experiência adquirida ao longo de 32 anos na empresa e vejo que agora é o momento em que eu mais posso contribuir. Estou preparado para qualquer situação e, sinceramente, não sei quando parar”, relata Marques, gerente de uma das lojas do supermercado Nordestão.

Colega de trabalho de Adelmo, Marlene Monte, de 55 anos, confessa que já pensou em deixar o mercado de trabalho, mas ressalta que o prazer em fazer o que gosta é um incentivo para continuar. “Os desafios aqui são constantes e, além disso, a empresa acredita no meu trabalho, o que me motiva muito”, afirma. Marlene está no Nordestão há 34 anos e atualmente trabalha como gerente de seção de perecíveis em uma das lojas da zona Sul de Natal.

A paixão pela profissão também é a força motriz que acompanha o vendedor Izaias Andrade, de 57 anos. Ele trabalha na Livraria Cooperativa Cultural, instalada no Campus Central da UFRN, desde 2019 e diz que, sempre que pensa em deixar o mercado, é instigado a ficar pelo afinco dispensado à profissão. “Eu amo o meu trabalho, até porque eu vivo disso, então, não consigo parar. É uma questão financeira e de amor ao mesmo tempo. Na balança, os dois pesam iguais”, conta Andrade.


Números
Empregos para pessoas acima de 40 anos no RN

Contratações
2022*: 32.280 (23,94% do total)
2021:  43.082 (22,36% do total)
2020: 30.457 (21,56% do total)
 
Desligamentos
2022*: 30.617
2021:  41.210
2020: 39.019

Saldo de vagas formais
2022*: + 1.663
2021:  + 1.872
2020: - 8.562

*Dados de janeiro a agosto de 2022
Fonte: Caged / Ministério da Economia

Principais habilidades dos profissionais acima dos 40 anos
experiência
melhor controle emocional
maior comprometimento com o trabalho
agilidade na tomada de decisões

Principais desafios dos profissionais acima dos 40 anos
falta de atualização constante
falta de adaptação às mudanças tecnológicas
reingresso no mercado de trabalho

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: PREFEITURA DE LAGOA DE PEDRAS/RN DIVULGA ATRAÇÕES DO RÉVEILLON 2023; CONFIRA

IGUALMENTE A TEREZINHA MAIA, TOMBA FARIA PODERÁ SER CASSADO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA