RN TEM AUMENTO DE MAIS DE 800% NOS CASOS DE DENGUE EM 2022

Imagem
  O Rio Grande do Norte teve um aumento nos casos de dengue, chikungunya e zika neste ano de 2022. Os dados registrados até o dia 22 de outubro, data do último boletim das arboviroses da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), são superiores a todo o ano de 2021. Os casos confirmados de dengue, por exemplo, subiram 830% em comparação com o ano passado. Neste ano, foram confirmados 11.330 casos enquanto em 2021 esse número foi de 1.218.  O número de mortes também cresceu: de  1 para 19 . Em maio deste ano, o RN decretou situação de emergência no estado por conta dos casos elevados de arboviroses. Em agosto, a Sesap chegou a anunciar o fim da epidemia, mas recuou e manteve a situação crítica do quadro no estado. A pasta, inclusive,  fez um novo alerta à população diante da chegada do período epidêmico das arboviroses, compreendido entre novembro e maio , quando as altas temperaturas, combinadas às chuvas aceleram a reprodução do mosquito transmissor, aumentando a disseminação dess

RN DISTRIBUI 5,5 MIL REPELENTES; JÁ SÃO 30 CASOS CONFIRMADOS DE ZIKA VÍRUS EM GESTANTES

 


Serão distribuídos 5.594 repelentes em todas as regiões do Estado, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). O objetivo é reforçar a prevenção contra o Zika Vírus durante o período gestacional. Em 2022, já são 30 casos confirmados de Zika Vírus em gestantes, segundo o mais recente boletim epidemiológico das arboviroses no RN.

Os casos de Zika durante a gestação são especialmente preocupantes devido à possibilidade de ocorrência de síndrome congênita, com destaque para a microcefalia. Neste ano, foram notificados 10 casos da síndrome, tendo sido um caso testado e confirmado laboratorialmente como decorrência do Zika Vírus durante o período gestacional.

Segundo a responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle das Arboviroses, Sílvia Dinara, “A distribuição de repelentes é uma estratégia para diminuir o quantitativo de casos de Zika em gestantes no RN, que está liderando esse número entre os estados do Nordeste. O Estado efetivou a compra dos repelentes por entender a importância dessa proteção para evitar novos casos de microcefalia e possibilitar que sejam disponibilizados até novembro, período de sazonalidade da doença”, ressaltou.

A Sesap ainda recomenda que as gestantes deem preferência a roupas compridas, que cubram o corpo, para se proteger contra picadas do mosquito Aedes Aegypt. Essas medidas devem ser combinadas aos cuidados relacionados à eliminação de possíveis criadouros do mosquito, que devem ser adotados por toda a população.

De uma forma geral, até a Semana Epidemiológica 38, no que diz respeito à Zika, foram notificados 7.481 casos da doença, sendo confirmados 561 casos, 4.254 casos considerados prováveis, 3.227 descartados e nenhum óbito confirmado. A incidência foi de 119,46 casos prováveis por 100.000 habitantes.

Notícias mais lidas na semana.

DIRETOR-GERAL DA CÂMARA DE SANTO ANTÔNIO É O ÚNICO SERVIDOR DO RN A RECEBER A MEDALHA TOP LEGISLATIVO 2022

WILSINHO (PTB) É ELEITO PREFEITO DE CANGUARETAMA COM 54,74% DOS VOTOS VÁLIDOS

POPULAÇÃO ELEGE EDNA LEMOS COMO NOVA PREFEITA DE PEDRO VELHO/RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA