LULA DIZ QUE NÃO DARÁ AUTORIZAÇÕES PARA PESQUISAS MINERAIS EM ÁREAS INDÍGENAS

Imagem
  O presidente Luiz Inácio  Lula  da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (30) que o governo não vai mais conceder novas autorizações para pesquisas minerais em áreas indígenas. O petista também voltou a afirmar que colocará fim ao garimpo ilegal em territórios indígenas, como o dos Yanomami – que vêm enfrentando uma grave crise de saúde em razão do avanço da atividade garimpeira. Lula deu as declarações ao ser questionado sobre as medidas que o governo federal tomará para expulsar cerca de 20 mil garimpeiros que exploram florestas e rios onde vivem os indígenas. A pergunta foi feita durante coletiva de Lula com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz – após encontro entre os dois no Palácio do Planalto. "Temos que parar com a brincadeira, não terá mais garimpo. O governo brasileiro vai tirar e acabar com qualquer garimpo a partir de agora. E não vai haver mais, por parte da agência de minas e energia, autorização para alguém fazer pesquisa em qualquer área indígena", disse Lu

INDÚSTRIA DA RECICLAGEM CRESCE 300% NO RN E NOVAS ESTRATÉGIAS SERÃO DEBATIDAS EM FÓRUM ESTADUAL

 


A indústria da reciclagem e de descartáveis do Rio Grande do Norte cresceu mais de 300% na última década. O número expressivo fornecido pelo SindRecicla-RN não dispensa, porém, a necessidade de novas estratégias de fortalecimento setorial, para que, já a partir de 2023, o Estado figure entre os que mais recicla no Brasil. Hoje, 18% do lixo local é reaproveitado. Esse número pode chegar a 43%.

É justamente na expansão do setor que se baseia a pauta do 1º Fórum de Reciclagem do RN, com foco nas políticas de desenvolvimento da reciclagem do Estado, que será promovido pelo sindicato na próxima quinta-feira (1º), a partir das 9h, na Casa da Indústria. O evento, que acontece com o apoio da Fiern, vai contar com autoridades municipais e estaduais e outras representações sindicais do país.

De acordo com o presidente do SindRecicla-RN, Etelvino Patrício de Medeiros, a parceria entre a indústria potiguar da reciclagem e o poder público – com destaque para o Governo do Estado, por meio de incentivos fiscais –, se tornou referência nacional, por isso sindicatos do Ceará e de São Paulo, por exemplo, vão estar presentes no evento, na tentativa de reproduzir a experiência local em outros estados do Brasil.

“O fortalecimento da indústria da reciclagem tem reflexos na economia, no social, na saúde pública e na questão ambiental. Felizmente, os últimos anos foram de avanços nas parcerias com o Poder Público e o crescimento registrado é reflexo disso. Aumentamos em 305% a oferta de empregos diretos e indiretos, o que é muito relevante, principalmente num contexto de crise e recessão”, explica ele.

Atualmente, o SindRecicla-RN possui 37 associados, que atuam na reciclagem de 180 mil toneladas de materiais por ano, o que corresponde a 18% do lixo produzido no Estado. Segundo o sindicato, o aumento para 43% representaria um ganho de R$ 378 milhões para a economia local. O fórum também vai ajudar na construção de estratégias com o objetivo de melhorar esse percentual já a partir do próximo ano, para que o setor possa seguir em crescimento, com um ritmo ainda mais acelerado.

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

NOITE DE TERROR: BANDIDOS FAZEM SEQUESTRO E ATIRAM CONTRA VIATURA DA PM NO RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%