BRASIL VENCE SUÍÇA E SE CLASSIFICA PARA A PRÓXIMA FASE DA COPA DO MUNDO

Imagem
  O Brasil leva sufoco, mas vence o segundo jogo da Copa do Mundo do Catar .A equipe comandada pelo técnico Tite, bateu a Suíça por 1 a 0 e garantiu sua classificação para a próxima fase. Com gol de Casemiro, a seleção chega a seis pontos e fica líder do grupo. O jogo começou truncado para as duas equipes. A seleção suíça, com duas linhas de quatro na marcação, impediu que o Brasil avançasse a sua área. A melhor chance do primeiro tempo foi apenas aos 27 minutos, onde Raphinha recebeu pela direita e cruzou para Vini Jr parar no goleiro Sommer. Aos 20 do segundo tempo,Richarlison inicia contra-ataque, Rodrygo ganha da marcação e dá tapa de letra para Casemiro, que lança de primeira na ponta esquerda. Vinícius Júnior divide com Widmer, invade a área pela esquerda com espaço e bate na saída do goleiro. O VAR indica posição de impedimento de Richarlison na origem do lance. Aos 37 minutos, Casemiro abre passe na ponta esquerda, Vinicius Júnior encara a marcação e toca rasteiro para Rodrygo,

MATERNIDADES PÚBLICAS ENFRENTAM SUPERLOTAÇÃO E FALTA DE MÉDICOS NO RN

 

Foto: Geraldo Jerônimo


A rede de maternidades públicas do Rio Grande do Norte voltou a enfrentar problemas como superlotação. No Hospital Santa Catarina, os leitos estão todos ocupados, nesta sexta-feira (11) – um reflexo da superlotação também na Maternidade Januário Cicco, da UFRN. Na rede pública municipal de Natal, faltam médicos para completar a escala.

Apesar da ocupação, a direção do Hospital Santa Catarina diz conseguir atender à demanda regular. O problema é quando a rede materno infantil está sobrecarregada e acontece o chamado desvio de fluxo de uma maternidade para outra.

“Superlota o atendimento, o atendimento não fica humanizado como se espera, por causa da demanda, e traz um peso imenso ao nosso profissional que passa a dobrar sua demanda nos serviços. Traz até prejuízo, humanamente falando, para os profissionais médicos”, afirma Carlos Leão, diretor geral do Hospital Santa Catarina.

Outro problema enfrentado pela maternidade é a carência de médicos especialistas. De acordo com a administração da maternidade, no centro obstétrico atendem três ou dois médicos, quando o ideal seriam quatro. A situação mais difícil é na UTI neonatal com apenas dois médicos por plantão, responsáveis por 20 leitos de UTI neonatal.

O problema da falta de profissionais é enfrentado por outra maternidade, também na Zona Norte da capital potiguar, a Maternidade Leide Morais. A Secretaria de Saúde de Natal, gestora da unidade, diz enfrentar dificuldades para fechamento de escalas de obstetrícia com a empresa prestadora de serviço.

g1 RN

Notícias mais lidas na semana.

DIRETOR-GERAL DA CÂMARA DE SANTO ANTÔNIO É O ÚNICO SERVIDOR DO RN A RECEBER A MEDALHA TOP LEGISLATIVO 2022

WILSINHO (PTB) É ELEITO PREFEITO DE CANGUARETAMA COM 54,74% DOS VOTOS VÁLIDOS

POPULAÇÃO ELEGE EDNA LEMOS COMO NOVA PREFEITA DE PEDRO VELHO/RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%