LULA DIZ QUE NÃO DARÁ AUTORIZAÇÕES PARA PESQUISAS MINERAIS EM ÁREAS INDÍGENAS

Imagem
  O presidente Luiz Inácio  Lula  da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (30) que o governo não vai mais conceder novas autorizações para pesquisas minerais em áreas indígenas. O petista também voltou a afirmar que colocará fim ao garimpo ilegal em territórios indígenas, como o dos Yanomami – que vêm enfrentando uma grave crise de saúde em razão do avanço da atividade garimpeira. Lula deu as declarações ao ser questionado sobre as medidas que o governo federal tomará para expulsar cerca de 20 mil garimpeiros que exploram florestas e rios onde vivem os indígenas. A pergunta foi feita durante coletiva de Lula com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz – após encontro entre os dois no Palácio do Planalto. "Temos que parar com a brincadeira, não terá mais garimpo. O governo brasileiro vai tirar e acabar com qualquer garimpo a partir de agora. E não vai haver mais, por parte da agência de minas e energia, autorização para alguém fazer pesquisa em qualquer área indígena", disse Lu

SEM ACORDO, MÉDICOS DE NATAL SEGUEM DE BRAÇOS CRUZADOS; GREVE JÁ DURA SEIS DIAS

 


Os profissionais da Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed-RN) seguem de braços cruzados em Natal. Os médicos cooperados que prestam serviços ao município denunciam atraso de mais de três meses no pagamento de valor fixado em contrato e cobram o dinheiro. A paralisação acontece desde a última quinta-feira (24), o que tem provocado redução de atendimentos médicos na capital potiguar. Enquanto isso, natalenses têm sofrido com a baixa nos serviços de saúde.

Esse é o caso do pai da técnica de enfermagem Ana Talita. O homem está com sintomas gripais há três dias e testou positivo para a covid-19. Por questões de saúde e buscando um atestado médico ao seu genitor, ela já tentou ir ao posto de Gramoré e na UPA Pajuçara, ambos na zona Norte de Natal, mas não conseguiu com que ele fosse atendido.

"Eu fui no posto de Gramoré, que não tem médico, e vim na UPA. No posto, o pessoal de lá só faz o teste covid, mas o atendimento médico não tem", afirmou ela.  "Assim, o pessoal que trabalha fica obrigado a trabalhar com covid e aí infectar outras pessoas, porque não tem médico para atender", concluiu.

Por causa da paralisação, a Coopmed informou que os serviços prestados de Alta/Média Complexidade seguem funcionando somente para pacientes internados e cirurgias de urgência. Ambulatórios não têm atendimentos, já UPAs e portas de urgências funcionam com 30% de sua capacidade. Maternidades e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mantêm o pleno funcionamento. 

A cooperativa afirmou que tem tentado estabelecer contato com o poder público municipal, mas não obtém respostas desde o início da paralisação. A Coopmed diz que prefeitura foi notificada do movimento dos médicos cooperados, mas não deu resposta.

A reportagem da TRIBUNA DO NORTE tentou contato ainda na quinta-feira da semana passada e voltou a buscar a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) nesta terça-feira (29), mas segue sem receber um posicionamento da pasta.

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

NOITE DE TERROR: BANDIDOS FAZEM SEQUESTRO E ATIRAM CONTRA VIATURA DA PM NO RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%