PARQUE DO IMD GERA 2,1 MIL EMPREGOS E MOVIMENTA CERCA DE R$ 200 MILHÕES

Imagem
  Passados cinco anos da sua fundação e início das operações, o Parque Tecnológico Metrópole Digital, em Natal, chegou à marca de R$ 200 milhões em faturamento na soma das empresas presentes no ecossistema e já gera mais de 2.100 empregos em 91 marcas presentes. Vinculado ao Instituto Metrópole Digital, da UFRN, o Parque foi fundado em 2017 e conta com uma série de benefícios fiscais para os integrantes do polo tecnológico. Para o diretor-geral do Parque Tecnológico, Rodrigo Romão Nascimento, o espaço está cumprindo com o que foi projetado na sua concepção inicial.  “A ideia do Parque veio finalizar a missão do IMD, que era fomentar a criação de um polo de tecnologia da informação. O IMD começou por volta de 2011 com o ensino, pesquisa. Esses cinco anos foram necessários para consolidá-lo de fato, ter uma referência, identidade. Nossa missão daqui pra frente é ser um ambiente promotor de conexões para a área de TI”, explica Romão. O Metrópole Digital foi criado a partir da liberação de

ALTA DA CONTA DE LUZ É CERTA, MAS NÃO DEVE VIR NO CURTO PRAZO, DIZ EQUIPE DE TRANSIÇÃO

 


Membros do grupo de transição do Ministério de Minas e Energia afirmam que o aumento das contas de luz é inevitável, mas não deve acontecer no curto prazo. Os integrantes devem fechar ainda nesta segunda-feira o relatório final do grupo de transição e nele devem incluir a sugestão de postergar parte das dívidas deixadas pela gestão Jair Bolsonaro, que encareceriam as contas imediatamente.

Uma das ideias seria renegociar com termelétricas os pagamentos previstos pelo uso da energia dessas usinas, quando o período de seca reduziu a capacidade de geração das hidrelétricas.

O coordenador de energia da equipe de transição do governo eleito, Maurício Tolmasquim, afirmou na quinta-feira (8) que o novo governo herda uma série de ações que vão deixar “uma herança ruim muito grande”,  que terá que ser paga pelo consumidor.

Segundo Tolmasquim, a soma atinge R$ 500 bilhões, divididos em: empréstimos referentes à Conta Covid, com R$ 26 bilhões; conta de escassez hídrica, com R$ 6,5 bilhões; contratação emergencial de termelétricas, equivalente a R$ 39 bilhões; emendas do projeto de privatização da Eletrobras, que somam R$ 368 bilhões, o montante mais alto; e reserva de mercado, que corresponde a R$ 55 bilhões.

Questionado sobre os números, o ex-diretor do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e presidente da recém-criada Frente Nacional dos Consumidores de Energia, Luiz Eduardo Barata, afirma que a conta pode, inclusive, passar dos R$ 500 bilhões.

“É grave porque é uma conta bilionária que não fica nem só para o novo governo de Lula, mas para os próximos três ou quatro governos, é algo que terá de ser pago em 15 ou 20 anos. E a conta sempre cai para o consumidor”, afirma.

Barata afirma que a conta bilionária é relacionada à falta de planejamento, mas principalmente a “ataques especulativos do Congresso”. “Existe um problema grave de cumplicidade entre Legislativo e Executivo. Isso ficou evidente na capitalização da Eletrobras.

”Ao longo do processo de capitalização da então estatal de energia, analistas do setor apontavam os riscos dos chamados “jabutis”, previsões de gastos incluídos na MP da Eletrobras e que não tinham relação direta com a privatização da empresa.

Um exemplo de jabuti foi a exigência de contratação de usinas termelétricas movidas a gás natural nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, em locais que não possuem infraestrutura de transporte de gás natural. Foram medidas incluídas no texto para atender a interesses regionais de políticos envolvidos nas negociações da MP.

Para o ex-diretor do ONS, apesar de ser inevitável o aumento das contas de luz, uma possível solução de longo prazo para a questão seria realizar uma reforma no setor de energia. “O atual arcabouço do setor elétrico foi construído em 2004. De lá para cá, vivemos uma mudança completa na matriz energética com a chegada das energias renováveis e mudanças muito profundas no consumo. Esse arcabouço não comporta as mudanças do setor”, pontuou.

Com informações da CNN Brasil.

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

POLÍCIA FEDERAL PRENDE HOMEM QUE DESTRUIU RELÓGIO DE DOM JOÃO VI NO PALÁCIO DO PLANALTO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%