PARQUE DO IMD GERA 2,1 MIL EMPREGOS E MOVIMENTA CERCA DE R$ 200 MILHÕES

Imagem
  Passados cinco anos da sua fundação e início das operações, o Parque Tecnológico Metrópole Digital, em Natal, chegou à marca de R$ 200 milhões em faturamento na soma das empresas presentes no ecossistema e já gera mais de 2.100 empregos em 91 marcas presentes. Vinculado ao Instituto Metrópole Digital, da UFRN, o Parque foi fundado em 2017 e conta com uma série de benefícios fiscais para os integrantes do polo tecnológico. Para o diretor-geral do Parque Tecnológico, Rodrigo Romão Nascimento, o espaço está cumprindo com o que foi projetado na sua concepção inicial.  “A ideia do Parque veio finalizar a missão do IMD, que era fomentar a criação de um polo de tecnologia da informação. O IMD começou por volta de 2011 com o ensino, pesquisa. Esses cinco anos foram necessários para consolidá-lo de fato, ter uma referência, identidade. Nossa missão daqui pra frente é ser um ambiente promotor de conexões para a área de TI”, explica Romão. O Metrópole Digital foi criado a partir da liberação de

VLT ATINGE AUTOMÓVEL QUE ESTAVA ESTACIONADO EM FAIXA DE SEGURANÇA DE LINHA FÉRREA EM NATAL

 

Foto: reprodução


Um incidente entre um Veículo Leve Sob Trilhos (VLT) e um veículo foi registrado na manhã deste sábado (31) no bairro de Cidade da Esperança, na Zona Oeste de Natal.

De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), ninguém ficou ferido e as viagens não foram interrompidas mesmo após a ocorrência.

Ainda segundo a CBTU, a composição atingiu o veículo que estava, de forma irregular, na faixa de segurança da via férrea. Não haviam pessoas dentro do veículo.

O episódio foi registrado nas primeiras horas da manhã, o automóvel foi retirado da linha férrea e a composição seguiu viagem normalmente. Foram registrados danos no VLT após o impacto.

Dicas de segurança

 

Segundo a CBTU, incidentes envolvendo o sistema ferroviário podem ser evitados com a obediência de normas de segurança nas proximidades da vida.

A companhia afirma que essas práticas consistem, entre tantas, em:

  • Respeitar a faixa de segurança de 15 metros de cada lado da via férrea;
  • Cumprir o que determina o Código de Transito Brasileiro, que dispõe sobre a obrigatoriedade de se Parar, Olhar e Escutar, antes da transposição das passagens de nível;
  • Respeitar a preferência de passagens que VLTs e trens possuem sobre os demais agentes de trânsito (automóveis, motocicletas, bicicletas, pedestres, etc).

Além disso, a CBTU reforça que as composições circulam com faróis acesos, acionamento intermitente da buzina e velocidade reduzida nos trechos de maior adensamento urbano.

g1-RN

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

POLÍCIA FEDERAL PRENDE HOMEM QUE DESTRUIU RELÓGIO DE DOM JOÃO VI NO PALÁCIO DO PLANALTO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%