LULA DIZ QUE NÃO DARÁ AUTORIZAÇÕES PARA PESQUISAS MINERAIS EM ÁREAS INDÍGENAS

Imagem
  O presidente Luiz Inácio  Lula  da Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (30) que o governo não vai mais conceder novas autorizações para pesquisas minerais em áreas indígenas. O petista também voltou a afirmar que colocará fim ao garimpo ilegal em territórios indígenas, como o dos Yanomami – que vêm enfrentando uma grave crise de saúde em razão do avanço da atividade garimpeira. Lula deu as declarações ao ser questionado sobre as medidas que o governo federal tomará para expulsar cerca de 20 mil garimpeiros que exploram florestas e rios onde vivem os indígenas. A pergunta foi feita durante coletiva de Lula com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz – após encontro entre os dois no Palácio do Planalto. "Temos que parar com a brincadeira, não terá mais garimpo. O governo brasileiro vai tirar e acabar com qualquer garimpo a partir de agora. E não vai haver mais, por parte da agência de minas e energia, autorização para alguém fazer pesquisa em qualquer área indígena", disse Lu

EM MENOS DE 24 HORAS, POSTOS DE COMBUSTÍVEIS AUMENTAM E VOLTAM A BAIXAR PREÇO DA GASOLINA EM NATAL

 

Bomba de gasolina em posto de combustíveis — Foto: Jorge Júnior


Motoristas e motociclistas do Rio Grande do Norte se surpreenderam com a mudança de preço dos combustíveis, sobretudo o da gasolina, nos primeiros dias do ano. Após um aumento de quase R$ 1 já no domingo (1º), nesta segunda-feira (2) já foi possível ver estabelecimentos diminuindo o preço dos combustíveis.

Os condutores de veículos que precisaram abastecer demonstraram indignação. Além de reclamar da velocidade que o preço foi reajustado, os condutores pedem mais transparência sobre os motivos para o reajuste ocorrer.

"Não dá pra entender os cálculos, falta transparência. É difícil demais acompanhar. Você vai no posto e o preço muda toda semana. Subiu agora há pouco, não sei o motivo. É difícil", afirmou Edgar Silva, motorista por aplicativo de 35 anos.

Sobre o sobe e desce nos preços, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos/RN) afirma que tem explicações.

"Os postos que compraram combustível até esta segunda-feira (2), compraram com acréscimos dos impostos federais", afirmou Maxwell Flor, presidente do Sindipostos/RN.

Ainda durante esta segunda-feira (2), o Governo Federal publicou a medida provisória que prorroga a desoneração dos impostos federais que incidem sobre os combustíveis por mais dois meses. A redução na carga tributária, ainda segundo o Sindipostos/RN, explica os estabelecimentos que diminuíram, já no fim do dia, os valores cobrados na bomba.

De acordo com Breno Roos, economista especialista em política de preços de combustíveis, o curto prazo não deve trazer mudanças significativas. Ele aponta que a atual política de preços dos combustíveis e a forma como o imposto que incide sobre esse produto é calculado pode motivar uma reforma tributária mais ampla.

"Acredito que vai haver uma discussão mais ampla em torno de uma reforma tributária que, certamente, vai entrar o papel dos combustíveis, que é onde incide uma grande carga para a população", afirma.


Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

NOITE DE TERROR: BANDIDOS FAZEM SEQUESTRO E ATIRAM CONTRA VIATURA DA PM NO RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%