PARQUE DO IMD GERA 2,1 MIL EMPREGOS E MOVIMENTA CERCA DE R$ 200 MILHÕES

Imagem
  Passados cinco anos da sua fundação e início das operações, o Parque Tecnológico Metrópole Digital, em Natal, chegou à marca de R$ 200 milhões em faturamento na soma das empresas presentes no ecossistema e já gera mais de 2.100 empregos em 91 marcas presentes. Vinculado ao Instituto Metrópole Digital, da UFRN, o Parque foi fundado em 2017 e conta com uma série de benefícios fiscais para os integrantes do polo tecnológico. Para o diretor-geral do Parque Tecnológico, Rodrigo Romão Nascimento, o espaço está cumprindo com o que foi projetado na sua concepção inicial.  “A ideia do Parque veio finalizar a missão do IMD, que era fomentar a criação de um polo de tecnologia da informação. O IMD começou por volta de 2011 com o ensino, pesquisa. Esses cinco anos foram necessários para consolidá-lo de fato, ter uma referência, identidade. Nossa missão daqui pra frente é ser um ambiente promotor de conexões para a área de TI”, explica Romão. O Metrópole Digital foi criado a partir da liberação de

PROJETO DO IMD ABRE VAGA PARA PESQUISADOR EXTERNO; REMUNERAÇÃO É DE R$ 3 MIL

 


O projeto nRIC – 5G OpenRAN Intelligent Controller, vinculado ao Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), está ofertando três vagas para trabalho em formato híbrido. Das oportunidades,  duas são para estudantes de graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e uma é direcionada para pesquisadores externos. Neste último caso, o interessado deverá apresentar nível de especialização, mestrado ou doutorado. A remuneração para os profissionais é de R$ 3 mil. As inscrições podem ser realizadas até o dia 23 de janeiro por meio deste formulário

No momento da inscrição, o candidato deverá anexar os seguintes documentos em formato pdf: cópia de currículo Vitae ou Lattes, histórico escolar (graduação e/ou pós-graduação) e carta de apresentação de no máximo 1 página, com apresentação pessoal, relato das experiências acadêmicas (curso atual, semestre, formações anteriores) e profissionais (se houver, com descrição detalhada do conhecimento nas tecnologias do edital), além da motivação e interesse pela vaga.

O processo de seleção dos candidatos consiste em duas etapas: avaliação dos documentos da inscrição e entrevista por meio de videoconferência  com os selecionados no estágio anterior. Uma vez selecionados, os aprovados atuarão no desenvolvimento, implantação e testes de sistemas de software, além de definir padrões e práticas e implantação das soluções. Entre os conhecimentos obrigatórios estão: programação Java Avançado, Java Web/REST e Java Spring.

A carga horária pode variar conforme o perfil do candidato. O resultado da seleção será divulgado a partir do dia 31 de janeiro no site oficial do IMD. Para outras informações, entre em contato com este o e-mail roger@imd.ufrn.br e confira o edital da seleção

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

POLÍCIA FEDERAL PRENDE HOMEM QUE DESTRUIU RELÓGIO DE DOM JOÃO VI NO PALÁCIO DO PLANALTO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%