PARQUE DO IMD GERA 2,1 MIL EMPREGOS E MOVIMENTA CERCA DE R$ 200 MILHÕES

Imagem
  Passados cinco anos da sua fundação e início das operações, o Parque Tecnológico Metrópole Digital, em Natal, chegou à marca de R$ 200 milhões em faturamento na soma das empresas presentes no ecossistema e já gera mais de 2.100 empregos em 91 marcas presentes. Vinculado ao Instituto Metrópole Digital, da UFRN, o Parque foi fundado em 2017 e conta com uma série de benefícios fiscais para os integrantes do polo tecnológico. Para o diretor-geral do Parque Tecnológico, Rodrigo Romão Nascimento, o espaço está cumprindo com o que foi projetado na sua concepção inicial.  “A ideia do Parque veio finalizar a missão do IMD, que era fomentar a criação de um polo de tecnologia da informação. O IMD começou por volta de 2011 com o ensino, pesquisa. Esses cinco anos foram necessários para consolidá-lo de fato, ter uma referência, identidade. Nossa missão daqui pra frente é ser um ambiente promotor de conexões para a área de TI”, explica Romão. O Metrópole Digital foi criado a partir da liberação de

PROJETO DO METRÓPOLE DIGITAL ABRE SELEÇÃO COM VAGA PARA PESQUISADOR EXTERNO

 


O projeto acadêmico Sasmine 2.0, vinculado ao Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), abriu nesta quarta-feira, 4, processo seletivo para preenchimento de duas vagas para bolsistas de graduação e uma para pesquisador externo. Para está última vaga, o candidato deverá possuir a titulação de doutorado na área de Computação, Gestão de Tecnologia da Informação ou afins. O valor mensal da bolsa é de R$ 3.000.

Os interessados podem realizar a inscrição por meio do endereço eletrônico processoseletivo-sasmine@imd.ufrn.br, para onde devem ser enviados os documentos solicitados no Edital Nº 01/2023, em formato PDF, de acordo com a área de atuação e categoria da bolsa. As inscrições estão abertas até o dia 9 deste mês. 

No caso das oportunidades para estudantes de graduação, o trabalho consiste na participação do desenvolvimento de um aplicativo móvel para veículos de operações de mineração, no âmbito do projeto Sasmine 2.0, coordenado pelo professor Itamar Barroca Filho.

Na categoria de bolsa 2, destinada aos alunos da graduação, o candidato deverá ser aluno da UFRN na área de Computação ou afins, para atuar em testes do aplicativo. O valor da bolsa é de R$ 2.500. 

Para o candidato na categoria de bolsa 3, o interessado deverá ser aluno da graduação da UFRN na área de Design ou afins. O selecionado atuará no design do aplicativo. A remuneração é de R$ 1.500.

O resultado final do processo seletivo será divulgado até o dia 12 de janeiro, na aba “Editas” do site do IMD.  

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

POLÍCIA FEDERAL PRENDE HOMEM QUE DESTRUIU RELÓGIO DE DOM JOÃO VI NO PALÁCIO DO PLANALTO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%