PARQUE DO IMD GERA 2,1 MIL EMPREGOS E MOVIMENTA CERCA DE R$ 200 MILHÕES

Imagem
  Passados cinco anos da sua fundação e início das operações, o Parque Tecnológico Metrópole Digital, em Natal, chegou à marca de R$ 200 milhões em faturamento na soma das empresas presentes no ecossistema e já gera mais de 2.100 empregos em 91 marcas presentes. Vinculado ao Instituto Metrópole Digital, da UFRN, o Parque foi fundado em 2017 e conta com uma série de benefícios fiscais para os integrantes do polo tecnológico. Para o diretor-geral do Parque Tecnológico, Rodrigo Romão Nascimento, o espaço está cumprindo com o que foi projetado na sua concepção inicial.  “A ideia do Parque veio finalizar a missão do IMD, que era fomentar a criação de um polo de tecnologia da informação. O IMD começou por volta de 2011 com o ensino, pesquisa. Esses cinco anos foram necessários para consolidá-lo de fato, ter uma referência, identidade. Nossa missão daqui pra frente é ser um ambiente promotor de conexões para a área de TI”, explica Romão. O Metrópole Digital foi criado a partir da liberação de

UCRÂNIA DIZ QUE SITUAÇÃO NA USINA DE ZAPORIZHZHIA ESTÁ PIORANDO

 


O ministro de Energia da Ucrânia disse, nesta sexta-feira (20), que a situação na usina nuclear de Zaporizhzhia, atualmente controlada pela Rússia, está piorando por conta do estado psicológico da equipe ucraniana e das condições dos equipamentos.

A equipe ucraniana permaneceu na usina no sudeste da Ucrânia desde que as forças russas a capturaram em março do ano passado, logo após a invasão de Moscou.

A usina nuclear, a maior da Europa, tem sido repetidamente atacada, gerando temores de um desastre nuclear. Cada lado culpa o outro pelo bombardeio.

“A situação está realmente piorando. Está piorando não apenas por conta do estado mental dos especialistas ucranianos restantes, mas também devido à condição do equipamento”, disse o ministro de Energia, German Galushchenko, a uma emissora de televisão ucraniana.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão regulador das Nações Unidas, está tentando estabelecer uma zona segura ao redor da instalação.

A AIEA diz ter uma presença permanente de até quatro especialistas em Zaporizhzhia, mas o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, que visitou a Ucrânia esta semana, disse estar preocupado que o mundo esteja se tornando complacente com os perigos.

A empresa de energia nuclear da Ucrânia, Energoatom, disse que as forças russas continuaram a construir fortificações militares em torno das unidades de energia nuclear na estação.

Ele também disse que os russos na estação não podem iniciar as unidades de energia devido à falta de pessoal e que cerca de 1.500 especialistas ucranianos foram impedidos de entrar depois de se recusarem a assinar contratos com entidades russas.

Notícias mais lidas na semana.

[ VÍDEOS ] INDIGNADA, POPULAÇÃO DE JUNDIÁ/RN PROTESTA CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOBRE PROJETO DOS CONTRATOS

VÍDEO: ACIDENTE DEIXA DOIS MORTOS E VÁRIOS FERIDOS GRAVES NA BR-101, NO RN

POLÍCIA FEDERAL PRENDE HOMEM QUE DESTRUIU RELÓGIO DE DOM JOÃO VI NO PALÁCIO DO PLANALTO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%